Casas populares do Maria Moura devem ser entregues este mês, anuncia empresa

Conjunto habitacional tem 300 casas e 2 mil famílias inscritas para se beneficiarem do projeto

4215

As obras do conjunto habitacional Maria Moura estão 90% prontas e a empresa responsável pela obra garante que a previsão de entrega é até o fim de novembro. Na sequência, a Caixa Econômica Federal terá 90 dias para inspecionar cada casa e liberar a obra definitivamente para distribuição das casas.

No total cerca de 2 mil famílias se inscreveram na Secretaria de Assistência Social (Semas) como candidatas às 300 casas do conjunto. Construídas semi-geminadas, ou seja, com paredes coladas umas nas outras, contando também com energia solar, as residências foram feitas respeitando as normas de acessibilidade para pessoas com deficiências físicas e também idosos.

O residencial é construído por empresa contratada pelo Governo Federal através do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, com financiamento da Caixa Econômica Federal. As facilidades na compra da residência vão beneficiar centenas de famílias em Vilhena.

“A Secretaria de Assistência Social tem a responsabilidade de apoiar o projeto com o cadastro e sorteio das famílias. Temos também o dever de garantir que as pessoas mais necessitadas sejam contempladas, para que o processo seja justo e ajude, de fato, quem precisa. É uma grande honra fazer parte disso e ver agora tantas pessoas terem um lar digno, novo e bem construído”, conta Patrícia da Glória, secretária de Assistência Social.NOVO RESIDENCIAL – A Secretaria de Assistência Social revela que em 2019 há a previsão de o Governo Federal, também a partir do programa “Minha Casa, Minha Vida”, começar as obras de mais um residencial em Vilhena, com 300 casas.

Segundo a coordenadora de habitação da Semas, Adriana Piacentini, ainda há previsão do local ou da data exata. “Sabemos que é para a segunda metade do ano que vem, mas não podemos precisar a data nem onde será construído ainda. Temos apenas uma garantia de que será feito”, revela.

O PROJETO – O Projeto “Minha Casa, Minha Vida” visa beneficiar famílias de baixa renda, mais especificamente famílias que recebem até R$ 1,8 mil por mês. O residencial Maria Moura começou a ser construído no ano de 2016, e depois de atrasos nas obras devido às chuvas e paralisações, a obra está praticamente pronta.

 

Fonte: Semcom

Comentários