Em reunião com manifestantes Japonês reafirma compromisso pactuado com Sindicato

1305

O prefeito Eduardo Japonês recebeu em seu gabinete na manhã desta quinta-feira, 11 profissionais de Saúde para expor as medidas que a Prefeitura tem tomado para valorizar os servidores da classe. As dezenas de reuniões com o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindsul) resultaram em diversos avanços para a categoria, inclusive no pagamento de auxílio transporte atrasados e deliberações importantes sobre melhorias no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

“O município tem 947 servidores na Saúde. Organizados através do Sindicato, eles estão em contato com a gente desde o início de meu mandato. Ouço sempre de forma compreensiva e reafirmo o que sempre disse a eles: a valorização dos servidores é minha meta. Já conseguimos iniciar o pagamento de auxílios transportes antigos de vários anos atrás e agora, daqui 3 meses, retomaremos a negociação do PCCS, conforme prometi”, garante Eduardo Japonês.

Em novembro de 2018 ficou acordado em ata, através de reunião do prefeito com o Sindicato, que o tema de correções do PCCS seria definido a partir de julho. No documento, a entidade salienta que o prefeito “admite a necessidade de correções na folha de pagamento e está inclinado em realizar as melhorias necessárias para isso, que acredita e defende a gestão transparente, que caminha lado a lado com o sindicato e servidores, aceitando e entendendo as cobranças”.

Os 11 servidores se dirigiram até o gabinete e, na presença do secretário de Saúde, Afonso Emerick, da vice-prefeita Maria José da Farmácia, o vereador Samir Ali e do prefeito, expuseram seus pedidos. Ouvindo a todos e respondendo os questionamentos com calma, a Prefeitura se comprometeu em continuar avançando na questão, como já tem feito.

“Recebo todos os servidores da Prefeitura para conversar sempre, normalmente. A negociação está em andamento e nós temos o compromisso de valorizar o servidor. Para tanto, já fizemos cortes nos gastos em vários setores, desde alimentação até salários de comissionados”, explica Eduardo.

Quando o Sindicato foi citado, o líder da manifestação e mais uma servidora resolveram se retirar da sala. Os outros 9, porém, continuaram na sala e finalizaram a conversa de forma positiva, baixando os cartazes e registrando uma foto junto ao prefeito.

A maioria dos servidores da Saúde é sindicalizada e mantém contato direto com a presidência do Sindsul, que se pronunciou na manhã desta quinta-feira; veja vídeo logo abaixo. “A Assembleia é soberana em decidir e ficou combinado que vamos dar um prazo para o prefeito ajustar as contas do município para discutirmos a implantação de melhorias salariais. Esse prazo é julho e até lá a classe, através de votação, resolveu esperar. É o que estamos fazendo”, explicou Wanderley Ricardo Campos, presidente da entidade.

 

Fonte: informações da Semcom

Comentários