Entenda por que o micro-ondas pode deixar sua Internet Wi-Fi lenta

1240

Ligar o forno micro-ondas e perceber o sinal do Wi-Fi mais fraco é algo comum. A partir disso, podem surgir dúvidas quanto à qualidade do roteador ou a respeito da recepção de sinal do smartphone ou computador, por exemplo. Mas, provavelmente, o problema está no conflito entre as ondas da rede e do forno, que operam na mesma frequência.

A seguir, entenda melhor essa questão de enfraquecimento das redes sem fio. Veja também como resolver a interferência e evitar que o micro-ondas seja responsável pela queda de conexão.

O que causa a interferência no sinal do Wi-Fi?

Pode não parecer, mas tanto o forno micro-ondas quanto o roteador funcionam aplicando os mesmos conceitos. O eletrodoméstico emite sinais de radiofrequência para esquentar alimentos, da mesma forma que o roteador usa esses sinais para trocar dados. Apesar de terem finalidades diferentes, a frequência utilizada é a mesma: 2,4 GHz.

O que acontece quando se percebe perda de sinal ao ligar o forno é o vazamento de alguma radiação, perturbando o tráfego de informações da rede. Com o espectro poluído, o roteador perde a capacidade de distinguir os pacotes de informação do ruído provocado pelo forno. Ao desligar o micro-ondas, tudo volta ao normal.

Como resolver?

Um bom forno micro-ondas não devia vazar radiação suficiente para atrapalhar a sua rede. Se você nota que esse problema está ocorrendo com frequência, talvez seja o caso de procurar uma assistência especializada para verificar o estado do isolamento do micro-ondas, ou até considerar a compra de um modelo novo. Com isolamento adequado, o forno não deve vazar sinais suficientes para perturbar a sua conexão sem fio.

Invista em uma rede melhor

Uma outra ideia é investir em um roteador melhor. As redes de 2,4 GHz são associadas às gerações mais antigas do Wi-Fi, enquanto as versões mais recentes oferecem também suporte às redes de 5 GHz. São os chamados roteadores dual-band.

A vantagem de uma rede dual-band é que seu roteador vai oferecer uma frequência mais alta para que dispositivos tenham conexão garantida. Assim, o dispositivo isola as perturbações comuns no sinal de 2,4 GHz, frequência de rede que costuma ser mais ocupada, tanto por roteadores vizinhos quanto por babás eletrônicas ou dispositivos Bluetooth, entre outros.

Outra vantagem de roteadores mais novos é o uso de tecnologias que monitoram o estado da rede e detectam oscilações causadas por interferência, como as causadas pelo forno. Nesses cenários, o roteador consegue atuar preventivamente para contornar os problemas trocando o canal de comunicação.

Essa radiação é perigosa?

O termo “radiação” pode assustar porque remete a algo nocivo. Entretanto, nesse caso, a expressão se refere apenas a frequências muito baixas e que não devem oferecer riscos à sua saúde. Afinal de contas, os 2,4 GHz do forno e do roteador são os mesmos de uma série de dispositivos sem fio e das conexões Bluetooth, muito comuns no dia a dia.

O consenso entre cientistas é de que, para provocar danos, a radiação precisa ser muito mais forte, na faixa dos 2.400.000 GHz – um milhão de vezes mais alta, portanto.

Fonte: Techtudo

Comentários