Homem já condenado por tráfico é preso novamente vendendo drogas em Vilhena

1970
Foto – Carlos Mont Serrat

Um homem de 30 anos foi preso nesta quinta-feira (29) à noite, no bairro Cristo Rei, suspeito de tráfico de drogas. Valcir Sega Araújo tem condenação de 12 anos e 9 meses de prisão por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Ele foi preso em uma casa da avenida 734, no curso de investigações do Núcleo de Inteligência (N.I) da Polícia Militar, de Vilhena.

Conforme a PM, os agentes investigativos apuravam uma denúncia que dava conta que Valcir Sega havia recebido um carregamento de entorpecente e estaria comercializando drogas em sua residência. Durante a operação, os policiais descobriram que o suspeito utilizava seu celular pessoal para negociar as drogas, e que, inclusive, pesava o entorpecente em uma balança e tirava fotos para garantir o peso na hora da venda. Já quando se tratava das vendas em sua residência, o acusado deixava a droga próximo ao muro e ao portão, em um pote vermelho de fácil acesso.

Valcir Sega Araújo tem condenação de 12 anos e 9 meses de prisão por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo

A partir das informações os investigadores passaram a monitorar a casa do suspeito, e na noite de ontem, avistaram o momento em que um usuário de entorpecente chegou na residência, conversou com alguém e logo após saiu. O homem foi seguido por policiais, mas conseguiu escapar. Na fuga, ele abandonou a droga que havia comprado de Valcir.

Já na casa do suspeito a polícia localizou, ao lado do muro, um pote vermelho de fermento em pó, contendo dezessete invólucros, totalizando 8,4 gramas de droga. No banheiro da residência, em baixo da pia, foi localizado uma balança de precisão. Em revista ao suspeito, os policiais apreenderam a quantia de R$ 1.699,00 (sendo dezesseis cédulas de cem reais, três cédulas de vinte reais, três cédulas de dez reais, uma cédula de cinco reais e duas cédulas de dois reais). Em depoimento aos militares, Valcir disse que havia vendido R$ 100 em entorpecente naquele dia, porém, negou que a droga encontrada no muro era sua.

Valcir Sega que passou ao regime aberto no último dia 16 de novembro, foi preso em flagrante e levado para a delegacia de Polícia Civil.

Comentários