Notícia publicada às 10:17:28 - 20/04/2017 e lida: 1359 vezes   
    
  
  
Servidores estaduais e municipais têm até 31 de maio para entregar Declaração de Bens e Renda
Para enviar a declaração, os servidores precisam fazer o cadastro no Portal do Sigap/DBR. A DBR pode ser a mesma encaminhada à Receita Federal

Servidores estaduais e municipais têm até 31 de maio para entregar Declaração de Bens e Renda
 Servidores estaduais e municipais têm até 31 de maio para entregar Declaração de Bens e Renda
Foto: Reprodução

Por
Renato Spagnol

 

Os servidores estaduais e municipais têm até o dia 31 de maio, para enviarem ao Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) a Declaração de Bens e Renda (DBR), referente ao exercício 2016.

O modo de entrega será por correio eletrônico por meio do Sistema Sigap -  (acesse neste link: http://www.tce.ro.gov.br) nos moldes das orientações trazidas pelas Instruções Normativas do TCE de nºs 28, 29 e 43/2015.

Todos os servidores que exercem cargos efetivos, comissionados, empregos ou funções de confiança na administração pública direta, indireta e funcional dos Poderes do Estado e dos municípios, além dos órgãos autônomos como Ministério Público e Defensoria são obrigados a apresentar a DBR.

Para enviar a declaração, os servidores precisam fazer o cadastro no Portal do Sigap/DBR. A  DBR pode ser a mesma encaminhada à Receita Federal.

 

SERVIDORES CADASTRADOS

Para os servidores já cadastrados no Portal o procedimento é simples. Basta digitar o número do CPF, senha e escrever o código de verificação. Encontra-se disponível na página inicial do sistema o manual de apoio ao usuário.

Dúvidas podem ser esclarecidas aos usuários através do Sistema de Atendimento ao Cidadão (SAC), disponível neste link: http://www.tce.ro.gov.br/portalsigap/index.php/suporte/, ou então pelo telefone (69) 3211-9109.

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.