Notícia publicada às 11:44:40 - 13/06/2018 e lida: 2477 vezes   
    
  
  
Advogado entra com pedido para tirar da cadeia acusado de matar caminhoneiro a pedrada
Suspeito se apresentou à polícia espontaneamente no dia 07 de junho, e está preso na Casa de Detenção.

Advogado entra com pedido para tirar da cadeia acusado de matar caminhoneiro a pedrada
Advogado entra com pedido para tirar da cadeia acusado de matar caminhoneiro a pedrada
Foto: Divulgação

Por
Redação

A defesa do indiciado por homicídio doloso, Willians Maciel Dias (FOTO), quer tirá-lo da cadeia. Preso desde o dia 07 de junho, quando se apresentou espontaneamente na delegacia, o caminhoneiro de 32 anos é acusado pelo delegado da divisão de homicídios de Vilhena, de ser o responsável por atirar a pedra que matou o também caminhoneiro, José Batistela, de 70 anos, em 30 de maio. O pedido para revogação da prisão preventiva foi apresentado na terça-feira (12) pelo advogado José Francisco Cândido.

Segundo a defesa, Willian tens bons antecedentes, possui profissão e tem emprego fixo, residência fixa e está colaborando com as autoridades, tendo inclusive confessado ter jogado a pedra. José Francisco esclarece ainda que a morte de José Bastistela não foi desejada por Willian, e a revogação da prisão, ou substituição por medida cautelar é para garantir que o caminhoneiro volte ao trabalho.

No depoimento prestado ao delegado Núbio Lopes de Oliveira da Homicídios, o suspeito disse que não tinha a intenção de matar a vítima, apenas de causar danos materiais.  Arrependido, Willians Maciel ainda contou em seu depoimento, que na hora do ato estava conduzindo o seu veículo com a mão direita e com a outra mão sem mirar o alvo, arremessou a pedra que levou José à morte.

 

O caso

José Batistela morreu depois de ser atingido por uma pedra no dia 30 de maio enquanto dirigia se caminhão próximo a um ponto de manifestação da greve dos caminhoneiros na BR-364. Batistela transportava uma carga madeira para o interior do Mato Grosso, e quando decidiu seguir viagem, foi morto.

Segundo a polícia quando Batistela foi acertado pela pedra, outras três carretas já haviam sido atingidas. Os investigadores acreditam que, além do carro de Willian, outro veículo de passeio também tenha sido usado para o crime de atirar pedras contra as carretas.

 

Leia mais

Acusado de jogar pedra contra para-brisa diz que não tinha intenção de matar caminhoneiro

Acusado de matar caminhoneiro a pedrada se entrega à polícia

Homem que jogou pedra contra para-brisa e matou caminhoneiro é identificado, diz polícia

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.