Menor envolvido na morte do filho de ex-prefeito é novamente internado para medida socioeducativa

A internação foi a pedido do Ministério Público de Rondônia e motivada pela prisão do adolescente na última segunda.

1940
Foto: Carlos Mont Serrat

A Justiça determinou nesta quarta-feira (14), que o adolescente de 16 anos, envolvido no assalto que terminou com a morte de Luiz Eduardo Rover – no ano passado –, seja novamente internado na Casa da Cidadania de Vilhena, onde já cumpriu quase um ano de medida socioeducativa, pela morte do filho do ex-prefeito, José Luiz Rover.

A decisão da Justiça saiu menos de 48 horas depois que o menor foi apreendido numa operação de investigação do Núcleo de Inteligência da Polícia Militar, que apurava a onda de assaltos praticados na cidade. O adolescente é suspeito de participar de vários roubos e de integrar uma organização criminosa.  Ele ainda é suspeito de participação no assalto a uma família residente na rua Paraíba, no setor 19. (Relembre o caso aqui). Ao ser apreendido, em sua casa no bairro Cristo Rei, na noite de segunda-feira, o infrator tinha uma arma de fogo e droga. Um comparsa dele de 19 anos foi preso.

A internação do menor que tem prazo provisório de 45 anos, foi a pedido do Ministério Público de Rondônia (MP-RO) e motivada pela apreensão do adolescente no início dessa semana. O período de internação determinado inicialmente pode ser aumentado e chegar até três anos. A ordem judicial já foi cumprida e o menor foi levado para a Casa da Cidadania.

Comentários