OPERAÇÃO INTRAMUROS: 21 mandados de prisão foram cumpridos em Vilhena

1105

Roberto dos Santos Silva e Fred Mercury de Matos, titulares da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) de Vilhena, se reuniram na manhã desta quarta-feira, 13 de fevereiro, com parte da imprensa local e detalharam a já divulgada operação desencadeada nas primeiras horas de hoje, denominada Intramuros (termo usado dentro do direito criminal para denominar fatos ocorridos dentro dos muros de um estabelecimento carcerário).

A intervenção tem como objetivo cumprir nada menos que 40 mandados de prisão, além de uma busca e apreensão e será estendido à seis cidades nos estados de Rondônia e Mato Grosso do Sul.

Com um contingente de 80 policiais civis, os agentes trabalham nos casos a pelo menos nove meses.

Os delegados apontaram que facções criminosas estavam dando ordens de dentro dos presídios para eliminar algozes. Um agente penitenciário foi executado em Vilhena no mês de agosto de 2018. Ao menos oito execuções foram ordenadas pelos membros.

Só no município de Vilhena, 21 mandados de prisão foram cumpridos ou confirmados. Desse número, 18 já estão detidos no presídio de segurança máxima do Cone Sul. Os outros foram capturados. No total, 35 dos 40 expedidos já tiveram êxito.

“Entre os presos, existe uma ferrenha disputa por poder. As mortes são a forma que eles encontram para ‘provar’ aos outros que têm poder”, disse o delegado.

Comentários