TRE nega registro de Melki Donadon; candidato permanece na disputa e vai recorrer

Condenação por crime eleitoral pesou para decisão dos desembargadores.

1560

Nesta quinta-feira (13) os membros do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO), por unanimidade, declararam a inelegibilidade e indeferiram o registro de candidatura ao cargo de deputado federal de Melki Donadon (PDT).

A Corte acatou a impugnação de registro de candidatura sugerida pelo Ministério Público Eleitoral de Rondônia (MPE-RO), contra Donadon, que pretende disputar uma cadeira na Câmara Federal.

No julgamento foram analisadas sete causas de inelegibilidade, Melki foi absolvido de seis delas, entretanto, o relator do processo Clênio Amorim Corrêa votou pelo impedimento de candidatura se baseando na condenação de crime eleitoral cometido pelo candidato na eleição de 2012. O voto do relator foi acompanhado por cinco desembargadores.

Vai recorrer

Por telefone Melki Donadon disse ao Vilhena Notícias que irá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), contra a decisão. O candidato disse acreditar que no TSE sua candidatura será deferida.

O que pesa contra o candidato

Melki Donadon foi condenado por falsidade ideológica eleitoral a um ano de reclusão pelo juiz da 4ª Zona Eleitoral de Vilhena. O Ministério Público o acusou de escrever incorretamente o próprio nome a fim de obter certidão negativa para concorrer a prefeito no pleito municipal de 2012. A sentença de 1º grau foi confirmada por uma decisão monocrática da ministra Rosa Weber do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) em junho deste ano. Veja: Ministra do TSE mantém condenação de Melki Donadon por fraude em documento

Leia também
TRE diz que Melki Donadon está inelegível

E ainda
Ao comentar decisão desfavorável do TRE Melki Donadon diz que nada mudou e continua candidato

 

Comentários