Vereadores de Colorado preparam nova investida para aprovar auxílio-alimentação de R$ 500

Parlamentares estão sendo acusados de legislarem em causa própria.

635

O site Conesul Acontece de Colorado D’Oeste divulgou nesta tarde de sexta-feira (14) que um grupo de vereadores da cidade pretende aprovar em sessão ordinária da próxima segunda-feira um projeto de lei que garantiria a eles o recebimento de auxílio-alimentação de R$ 500. Segundo o noticioso, o presidente da Câmara Evandro Prudente (PDT), teria se negado a assinar o requerimento que incluiria na pauta da sessão a deliberação sobre o projeto, por ser contra o benefício.

Além do presidente, os vereadores Ataíde Avezão (PV) e Rudi Naue (PPS) também não assinaram o requerimento, declarando serem contrários.

Polêmica na última sessão

Na sessão da última segunda-feira (10) a vereadora Marta Dias (DEM) pediu que o projeto fosse colocado em regime de urgência na pauta, porém, devido a repercussão negativa no município e um princípio de confusão ocorrido durante a sessão o presidente decidiu não incluir o projeto nos trabalhos daquele encontro.

O que prevê o projeto

Se aprovado, cada um dos 11 edis coloradenses terão direito a receber o valor de R$ 500,00 de auxílio-alimentação. O Município concede aos servidores municipais R$ 100,00 de auxílio para alimentação.

Quem quer a aprovação do projeto?

Os vereadores que assinaram o requerimento foram: Claudair Silva (PRB), Moacir Rodrigues (PDT), Baiano Leiteiro (MDB), Ronaldo Rodrigues (PTB), Natalio Santos (PP), Fabio da Baufles (PDT), Gercino Garcia (PMN) e Marta Dias (DEM).

Entidades estariam organizando manifestações para impedir que o projeto seja aprovado. A Associação Comercial de Colorado do Oeste – ACIC, está preparando para os próximos dias ações para convocar a sociedade coloradense para que se una contra esse famigerado “Auxilio Alimentação”, diz o Conesul Acontece.

Comentários