Moradora diz que água chega suja nas torneiras em Colorado do Oeste

770

A trabalhadora autônoma, Sueli Ladislau, diz que enfrenta vários transtornos por causa da água barrenta que chega às torneiras da casa onde mora, no Bairro Jô Sato, em Colorado do Oeste. A mulher conta que a situação se arrasta há meses e durante o período de chuvas se torna ainda mais problemática. O abastecimento na cidade quem faz é a Companhia de Águas e Esgotos do Estado de Rondônia – Caerd.

Sueli, que divide seu tempo em atividades de venda e cuidados domésticos de casa, relata que por algumas vezes a coloração da água se normaliza, mas em seguida, a família volta a receber água suja. Ela afirma que procurou a companhia de abastecimento e o órgão teria informado que o problema era em decorrência das chuvas. “Essa desculpa eles deram quando estava chovendo, mas agora não chove mais e a água continua chegando barrenta nas torneiras e deixa a caixa d’água toda suja”, lamenta Sueli. “Outra vez que os procurei falaram que um cano quebrado deixou entrar sujeira para dentro da rede de água”, completa.

Sem água potável, a moradora teme precisar recorrer a outras fontes, como a compra de galões de água. O Vilhena Notícias recebeu denúncias de moradores de outros bairros, que também estariam enfrentando o mesmo problema.

A reportagem tentou falar com a gerência da Caerd em Colorado, mas as chamadas não foram atendidas.

Comentários