No Nordeste, médico vilhenense se destaca e transforma posto de saúde em modelo no município

Em menos de três meses de atuação doutor vilhenense transformou UBS em referência

29860
Médico adotou atendimento humanizado nas residências, o que permite acompanhar a pessoa, sua família e os problemas de saúde da comunidade. – Foto: Arquivo pessoal

A saúde pública de uma pequena comunidade de 4 mil habitantes na área rural de Coruripe, cidade do litoral de Alagoas, sofreu uma transformação com a chegada do médico vilhenense Rafael Guedes dos Santos. Aos 28 anos, o doutor assumiu em 10 de abril deste ano uma vaga do Programa Mais Médicos, e em menos de três meses de atuação naquela localidade a Secretaria de Saúde municipal elegeu a UBS do povoado de Botafogo, unidade onde ele coordenada o Programa Saúde da Família (PSF), como posto de saúde modelo do município.

A experiência tem sido positiva não apenas para a comunidade, mas também para muitos moradores da área urbana que percorrem cerca de 40 km até o povoado para se consultar com o doutor vilhenense. Entre os exemplos bem-sucedidos adotados pelo médico, está o atendimento humanizado nas residências, podendo acompanhar a pessoa, sua família e os problemas de saúde da comunidade.

Batalha para assumir a vaga

Com uma qualidade de atendimento e capacidade profissional já comprovadas pelos resultados conquistados em tão pouco tempo de atuação, Rafael Guedes precisou recorrer à Justiça para assumir a vaga no Mais Médicos, isso devido a um erro no DATASUS – Departamento de informática do Sistema Único de Saúde do Brasil. O imbróglio aconteceu em março deste ano; já apto a atender pacientes, ele tentou se inscrever no programa federal, mas uma falha no sistema de informática do Ministério da Saúde impediu que ele escolhesse o município onde gostaria de atuar. Ao explicar a falha que o impediu de concorrer aos postos de trabalho, o clínico geral obteve uma liminar da Vara Federal de Vilhena e, com isso, acabou tendo seu nome inscrito no programa. Com informações do Revista Jaru.

Filho dos pioneiros Ana Paula e Adelmo Júnior, o “Delminho”, Rafael se formou em medicina em Ciudad Del Leste, Paraguai, em 2016.

Comentários