Após descoberta de fraudes, Ministério da Justiça decide dispensar diretor de Penitenciária Federal de RO

Decisão de dispensar Alessandro Costa de Souza foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (8). Diretor havia sido afastado em julho após PF descobrir fraudes na folha de ponto da penitenciária.

680
Alessandro Costa trabalhava no presídio federal de Porto Velho desde 2010. — Foto: Pedro Bentes/Arquivo/G1

O diretor da Penitenciária Federal de Porto Velho (PFPV) teve a dispensa publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (8). Alessandro Costa de Souza havia sido afastado em julho deste ano, após uma operação da Polícia Federal (PF) apontar que a direção supostamente beneficiava um grupo de agentes da unidade.

Conforme apurado na investigação, alguns agentes fraudavam a folha de ponto para não cumprir os plantões. No horário de trabalho, os servidores davam aulas em cursinhos ou gerenciavam comércios em Porto Velho.

A dispensa do diretor foi confirmada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) na semana da operação. O Ministério da Justiça e Segurança Pública ainda não se manifestou sobre o motivo da dispensa e quem irá substituir o diretor.

Alessandro Costa de Souza é formado em Direito. Ele trabalhou em 2010 e 2011 como substituto do chefe de segurança e disciplina da PFPV.

De 2011 a 2018, ele acumulou as funções de chefe de segurança e disciplina e diretor substituto da penitenciária. Desde então trabalhava no sistema prisional federal em Rondônia, conforme o currículo disponível na página do Ministério da Justiça na internet.

Comentários